Translate

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Como gastar pouco dinheiro para almoçar


O pessoal tem me perguntado se eu gasto dinheiro pra comer.

Passei vários anos comendo muito barato. Não acho que valha a pena gastar dinheiro com comida na fase de acumulação de patrimônio.

"Ah Frugal mas você trabalha pra quê?"

Não é pra enricar dono de restaurante caro e ruim. Eu trabalho para ser livre um dia. Verdadeiramente livre.

Além disso comer na rua MUITO CARO, não é higiênico, costuma ser muito gorduroso ou salgado.
Então vamos lá.

O que você precisa pra tocar seu dia é proteína + carboidrato + fibras.
Pense microscopicamente.

Qualquer comida no fim vai se transformar nisso.

Vou deixar aqui o jeito que eu almoço muitas vezes.

Um almoço barato, saudável, nutritivo e que vai lhe deixar saciado a tarde toda. Não tem nada de suco ou refrigerante, beba água.

Vamos ao cardápio:

BATATA DOCE + PEITO DE FRANGO FRITO + OVO COZIDO.

Só. Leve tudo numa vasilha de plástico e aqueça por um minuto no microondas e pronto, um superalmoço na sua mão.

Vamos ao orçamento do almoço (na minha cidade):


Custos:

Ovo 30 unidades por 15 reais = 0,50 centavos cada ovo
Batata doce = 2,50/kg 200g = 50 centavos por porção


Filezinho de peito de frango = R$10 reais/kg R$2,50 = 250g (porção) - Se quiser baratear mais, compre o frango inteiro e frite por partes, ou compre partes mais baratas, eu compro o filé de peito mesmo. Tudo bem que só vai dar pra 4 dias o filézinho mas você pode colocar aí entre 200-250 por dia que fica legal, 04 pacotes desse dá pro mês todo.



Custo total
  = R$2,50 + 0,50 + R$1 = R$ = R$ 4 (500g de comida) ou R$8/kilo

1 almoço (pra um homem de 70kg dá tranquilo) = 250g de frango + 200g de batata doce + dois ovos = 500g em média (a batata vai "puxar" água do cozimento, mas é apenas água)

Dependendo do seu peso ou se você for mulher isso aí vai mudar. Mulher costuma comer menos do que homem então a economia para elas fica melhor ainda.

Fazendo isso você vai controlar seu peso (talvez até perder). Vai gastar apenas R$ 20 reais por semana. Não vai perder tempo se deslocando até o restaurante, pegando fila, suando e etc e vai gastar apenas R$ 80 por mês por 20 dias de almoço.

Ficou faltando a salada, mas eu não como sempre no almoço. Você pode comer na janta, e dá muito mais trabalho pra fazer.

Com isso aí é só fritar o peito de frango no óleo de cozinha e cozinhar a batata e o ovo junto.
Pra economizar no gás você pode fritar todo o frango de uma vez e depois colocar na geladeira/congelador e ir tirando aos poucos (e só vai lavar a frigideira uma vez), o mesmo digo da panela de batata/ovo que você cozinhou.

Não coloquei os custos do gás e do óleo porquê são muito variáveis, mas aumenta muito pouco, no máximo uns 30 centavos por dia.
Tem gente que gasta 200-300 reais por mês com restaurante no cartão de crédito.
Você gasta quanto? Já somou? Vale a pena?

A diferença de 300 reais pra 80 reais é de R$220 reais por mês ou R$2640,00 por ano ou R$26400 a cada 10 anos (isso sem juros). Se você for fazer a conta e colocar os juros também vai ver que pode estar dando um carro zero km pra dono de restaurante a cada 10 anos, apenas por almoçar fora de casa.

Barateie o seu custo de vida. Não tem muito mistério. Salve o seu dinheiro e invista.
Assim você fica mais perto de ser financeiramente livre.

Grande abraço,
Frugal.


sábado, 27 de maio de 2017

A importância da liquidez


É muito importante ter uma parte do seu patrimônio com uma boa liquidez (imediata) por sinal.

Hoje em dia eu tenho conta em dois bancos no Brasil, dois bancos nos Estados Unidos, em uma corretora no Brasil e em outra nos EUA (corretoras de valores).

Tenho um troco de nada na poupança, outra parte num cdb de liquidez diária,  pouco em cada conta corrente e mais ainda um pouco de nada na corretora do Brasil (eu espero juntar com o próximo aporte pra comprar).

O fato amigos, é que perdemos algumas oportunidades por não estarmos 100% líquidos com alguma quantia. As oportunidades aparecem podem acreditar, mas você tem que estar preparado.

Não sou entusiasta de "trabalhar" o dinheiro como dizem por aí, ficar com agiotagem pra qualquer um, ficar trocando cheque ou sei lá o quê, pra falar a verdade não gosto muito de negociar com dinheiro na mão, deixo no máximo uns 200 reais na carteira que por vezes duram o mês todo (90% dos meus gastos é cartão de crédito ou pago boleto direto no app do banco no celular).

Mas uma das coisas que me arrependi desde quando comecei a investir era esvaziar logo meus fundos e aportar comprando ações. Demorei muito pra aportar algo no Tesouro Direto, poupança e CDB assim como demorei pra fazer uma boa reserva de valor e reserva de emergência.

Você tem que ver a sua situação.

A gente pode perder bons negócios por não estar líquido, tudo bem que não é isso que vai te deixar rico, mas ganhar uns 500 reais a mais por mês apenas fazendo uma transação finaceira boba ou um trade podem pagar uma conta ou outra.

Quando a JBS caiu 30% num dia, eu "sentia" que ela ia subir, ficou com PL de 4 e isso não existe. Não deu outra. Subiu 22% no outro dia. Se eu tivesse pelo menos uns R$5 mil na conta da corretora teria comprado um pouco pra fazer um trade (não considero empresa pra ser sócio).

A outra vez foi quando o André Esteves foi preso e o BTG Pactual caiu muito na bolsa. Eu sabia que era histeria. Depois de 4 anos de bovespa já consigo ver onde é um movimento anormal de curto prazo e onde não é. Por exemplo, basta um grande escândalo do governo federal pra Banco do Brasil e CEMIG caírem. Quando elas caem 4-5% num dia, é quase certeza que vão recuperar isso na mesma semana.

Esse sentimento de navegar na onda dos preços (e não estou falando de análise gráfica) e nem nada, isso vem com o tempo. Claro que posso estar errado algumas vezes, mas em outras eu pensava "essa queda grande hoje não tem justificativa racional".

Outras vezes uma ou outra ação que eu estava de olho caía num mercado altista. Como pode? Tudo sobe e essa empresa boa tá caindo. Aconteceu com Porto Seguro ano passado (essa eu sou sócio). Tudo subiu menos ela. Pensei "vai subir" e subiu mesmo, demorou alguns meses, mas depois acompanhou a maré.

Eu li um livro muito antigo que se chama "Reminiscências de um especulador financeiro", o qual era muito interessante (apesar de eu achar que o autor MENTIU MUITO), mas deu pra aprender umas lições.

Quando ele analisava isoladamente uma ação e ia fazer um trade nela ele errava com muito mais frequência (e ele também operava opções, a sêco e a descoberto) enfim o cara era meio louco e se alvancava demais.

Certo dia ele foi se consultar com um dono de corretora que lhe ensinou valiosas lições (o autor quebrara totalmente umas três vezes até então, passou fome e frio nas ruas geladas de Chicago, décadas de 10, 20 e 30 do século passado). O dono da corretora lhe disse pra parar de olhar ações isoladas e observar mais o mercado (altista ou baixista, bear ou bull) que ele iria se dar melhor. E foi o que aconteceu.

Dá pra detectar certas irracionalidades no mercado sim, com experiência, bom senso e prudência.

Não que eu ache que isso dá pra virar um meio de vida, muito longe disso, mas dá pra tirar uns trocados de vez em quando, isso se você tiver LÍQUIDO, ou seja, com dinheiro já na conta da corretora, tem dias que não dá pra esperar a TED ou vender Tesouro pra liquidar e mandar pra corretora. Você tem que estar com a arma na mão para atirar.

Quem sabe não seja uma boa idéia deixar um dinheiro sempre disponível lá?
Tanto na corretora brasileira como na americana (meu caso) ou mesmo numa corretora de bitcoins?

Você vai se aprimorando como operador, e consegue perceber certas nuances no mercado, se acompanhar bem uma ação, ou ouro, ou petróleo, ou alguma commoditie. E não adianta estar com dinheiro todo travado ou sem margem na corretora.

A idéia não é ficar rico ou viver disso.

A idéia é apenas aproveitar certas oportunidades pra tirar um troco.

A verdade é que o comércio enriquece o ser humano. A diferença pros produtos do mercado financeiro para os produtos do supermercado é que os primeiros mudam de preço o tempo todo.

Se você chegasse no mercado e visse uma lata de leite ninho a 5 reais o que faria? Compraria umas 20?

É isso que acontece às vezes e eu vejo.

Outras vezes todo o supermercado fica mais caro, mas a lata de leite ninho continua a 12 reais, enquanto o leite Itambé foi pra 18 reais.

Das duas uma: Ou o Itambé vai ficar mais barato (tende a cair) ou o leite Ninho vai subir.

Pela lógica racional um Itambé nunca vai custar mais do que o leite Ninho.

E com as empresas acontecem isso.

Eu não contei quanto de dinheiro ganhei em Banco do Brasil até hoje, mas vou resumir a Ópera:

Banco do Brasil foi a primeira ação que eu tive, e a primeira que me pagou dividendos. Foi o primeiro banco que abri conta na vida e eu sempre gostei muito. Quando eu comprei na minha sardinhagem em 2013, comprei vendo o PL e o DY (sim amigos, sardinhice total), de uma forma tal que acumulei até hoje quase 4 mil ações desse banco (chegou a ficar quase em 160 mil reais só de banco do Brasil). Meu preço médio estava em 20 reais quando comecei a vendê-lo.

Tomei a decisão de liquidar minha posição em banco do Brasil por dois motivos:

1- É estatal e ineficiente.
2- O valuation dele estava maior que o do Itaú (acompanhei ambos por quatro anos).

E não concordo com isso.

O Banco do Brasil é o guaraná Dollynho. O Itaú é o guaraná Antártica.

Você não vai pagar 6 reais em 2 litros de Dollynho e 4 reais no Antártica, não é?

Pois bem, comecei vendendo R$ 20 mil por mês de banco do Brasil a mais ou menos 35 reais, 33, 32, 30 e por aí vai. Já vendi uns 70% da minha posição (que demora!) e mesmo assim ainda não zerei minha posição.

Então por esse lado foi bom estar líquido e aproveitar essa oportunidade.
Acho que vou fechar essa operação com 60% de lucro e sem pagar imposto. E ainda vou me livrar de uma empresa que hoje considero ruim e comprei na mais pura sardinhagem.

Para as próximas semanas estou preparando uma operação bastante complexa que não sei se vou comentar aqui, é apenas pra tirar um troco de vez em quando, mas é bem mais arriscada.

Quando você tem a informação na mão, dinheiro na conta e vê uma oportunidade, dá pra tirar o trocado da gasolina sim. E se alguém pode pagar a minha gasolina, por que eu pagaria?

Eu relutei em acreditar nisso, até por que não quero viver do mercado (de trades), mas se você vê a lata de leite Ninho a 5 reais vai fazer o quê? Deixar de comprar?

Além de tudo, isso é apenas um jogo. E de vez em quando é legal derrubar uns peões no tabuleiro.

Ah mas vai arriscar perder dinheiro? Sim, de vez em quando sim. A vida é feita de perdas e ganhos. O vencedor é aquele que acumula mais ganhos e controla as perdas, e quando perde, perde muito pouco.

Se eu pagar uma gasolina pra alguém um dia não tem problema.

Grande abraço,

Frugal.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Bitcoin chega a R$12.000,00




Sou muito ignorante no assunto Bitcoin.

Mas pelo menos já fiz um post sobre bitcoin que você pode conferir aqui:

https://frugalsimples.blogspot.com.br/2017/04/como-comprar-bitcoin-de-maneira-rapida.html

Sei que está na moda. Pessoas leram livros inteiros.
Existem grupos e mais grupos até no Facebook sobre isso.
Existem corretoras brasileiras grandes.

Por que estou de fora?

Ignorância. Preguiça. Falta de tempo para estudar.

O fato é que não entramos no que não conhecemos.

Bitcoin está numa bolha?

Não sei, ninguém sabe, talvez sim talvez não.

Eis a pergunta de R$1 milhão de dólares (ou muito mais).

O fato é que me sinto bem sardinha no assunto.

Imagina se venho fazendo all in dos meus quase 1,5 milhões que já aportei no mercado financeiro nos últimos quatro anos tudo em bitcoin? Acho que já daria uns 10 milhões. Eu venderia tudo, compraria TD, ações, stocks, fundos imobiliários e certamente teria uma renda passiva líquida de uns R$ 20 mil reais tranquilamente.

Mas o risco seria enorme. Quem poderia prever?
Eis aí um bom exemplo de que sem muito risco, sem muito retorno.
Quem colocou mesmo essa quantia aí em TD está com a mesma vida.
Quem colocou em ações está quase na mesma ou um pouco pior.
Quem colocou em fiis até que deve estar gostando do pingado todo mês na conta da corretora, é um alento e tanto.

A verdade é que All In em qualquer classe de investimento tem um pouco de loucura e risco, pode levar você à derrota total ou à vitória. E se o bitcoin tivesse caído pra U$1? Quem poderia imaginar?

Aliás é tudo tão novo e tão complexo que tá todo mundo meio perdido.
Mesmo os especialistas em bitcoins podem não saber de nada.
Bitcoin já tem inclusive concorrência de outras moedas. Blockchain é legal mas podem surgir outras.

A grande verdade é que sou conservador e medroso.
Sim, mesmo com esse monte de dinheiro em ações, como sei que é pro longo prazo vira um dos investimentos mais conservadores que tenho.

O que sei amigos, é que estamos numa fase de deslumbramento muito grande com o bitcoin e isso pode ser perigoso sim. Tem muita sardinha falando em bitcoin, pessoas que não tem nem dinheiro na poupança estão abrindo conta em corretoras de bitcoin.

É chato ficar de fora do trem da alegria, mas até agora foi uma escolha minha.
Acho que vou ler mais a fundo o assunto e melhor nisso. Mas não estou disposto a entrar por enquanto.

O fato é que os deuses do meu panteão nunca falaram sobre bitcoin. Fico com a sensação de que perdi o bonde.

Mas e daí? Talvez eu não tivesse colocado nem R$50 mil e teria R$200 mil hoje em dia (que não mudaria minha vida). E acho que esse negócio de investir pra mudar de vida MUITO RAPIDAMENTE é muito nebuloso e improvável. Seria um tiro em um milhão.

Ninguém é tão foda assim.

Tenham muito cuidado com relatos de terceiros ou quartos ou sardinhas soltas por aí.
Quase ninguém sua a testa centenas de horas por semana pra derramar numa coisa que não conhece.

Eu só sei de uma coisa: no próximo cataclisma que derrubar o preço do bitcoin eu vou entrar (de preferência já com algum conhecimento mais sério sobre o assunto).

Grande abraço,
Frugal.

sábado, 20 de maio de 2017

IRB vai abrir IPO na Bovespa

Faz tempo que acompanho essa empresa e espero esse IPO.

Eu nunca entrei num IPO, e não aconselho ninguém a entrar, e esse é o conselho que a gente escuta muito por aí, Buffet e Bastter são avessos ao IPO.

Entrar em IPO é um tiro no escuro, é pagar a conta do Road Show, das comissões dos banqueiros, da bovespa e dos impostos pro governo.

Mas será que mesmo assim vale a pena entrar em IPO?

Sinceramente colegas, não sei.

Já li alguns estudos e a conclusão é de que não valia a pena. Não porque as empresas dos IPOs não eram boas, mas sim porque os preços das ações vem normalmente inflados.

Mas independente do IPO ou não, fico feliz de mais uma empresa de porte grande esteja querendo entrar na bovespa e a gente possa ter a possibilidade de ser sócio dela um dia. Tem que ver quais os múltiplos ela vai estar na hora do IPO e ver se vale a pena, com a possibilidade de você comprar a ação a 15 reais, e dali a seis meses ela está valendo 8 reais ou até mesmo 30 reais, ninguém sabe pra onde vai, e possivelmente vai cair após o IPO.

Teve uma empresa que se chama ALLIAR, de diagnósticos médicos (tomografia, ressonância magnética) que desde que abriu o IPO o capital caiu 30%. Eu sabia que era roubada, pois entre outros, um dos sócios que embolsou umas centenas de milhões nesse IPO foi o Roberto Khalil, aquele cardiologista do Lula e da Dilma, então já viu né?

Tem outra empresa de médicos que se chama Hermes Pardinni, que abriu capital na bovespa, não sei pra onde foi o preço da ação pois não acompanhei. Mas não me sinto confortável. Não gosto de empresas médicas, e principalmente as gerenciadas por médicos. Tenho um preconceito muito grande com médico quando se metem a ser empresários, donos de hospitais ou gestores de clínicas, planos de saúde e etc. Os exemplos que vi, convivi e ouvi falar de médicos tocando negócios foram sempre péssimos, não sei porque mas foi.

Bem, voltando a falar da IRB, não sei como irão lançar o IPO, sei que o governo federal está precisando de dinheiro e vai vender boa parte do capital dele na empresa. Não sei se ela tem um monopólio garantido por lei, sei que é a maior do Brasil, e parece ser bem lucrativa. Entrando no IPO ou não, vou acompanhar a empresa para me tornar sócio.

Vamos ver o anual de 2016 da companhia em algumas imagens:








Prestem atenção nos sócios da IRB.

O IRB é uma empresa de resseguros, ou seja, ela cobre uma parte dos seguros que as seguradoras cobrem, então ela fica por trás dando mais liquidez e seguranças nas operações.

Para saber o que é um resseguro clique aqui: http://www.tudosobreseguros.org.br/portal/pagina.php?l=366


O setor de seguros ainda é muito incipiente no Brasil. Ainda tem um mundo pra crescer. E quando eu me lembro que empresas como a Berkshire cresceram bastante e eram de seguros eu me animo um pouco com o cenário.

Acho que é um mercado com muito potencial para crescer. Na medida que as pessoas aqui forem se educando mais e tendo uma melhor renda, o consumo de seguros vai crescendo e ainda mais por questões judiciais e administrativas, o mercado está cada vez mais exigindo seguro para muita coisa, fiança locatícia, acidentes pessoais, viagem, saúde, empréstimos, financiamentos, colaterais, aluguéis e etc.

Me parece ainda que a gestão do IRB não é mais estatal, e que provavelmente não vai ser mais, e que como o Bradesco e o Itaú são grandes acionistas, tem tudo pra ficar bem administrado com a mão e a experiência desses caras.

Claro, amigos, não é recomendação de compra e muito menos de entrar no IPO.

Mas vejo com muito bons olhos essa empresa.

Grande abraço a todos,

Frugal.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Como lidar com o pânico na bolsa?

NÃO FAÇA NADA!

Primeiramente, NÃO FAÇA NADA!

NÃO COMPRE NADA!
NÃO VENDA NADA!

Desligue seu PC, tire seu celular da internet e vá ler livros, vá caminhar, vá ver um filme.

ESQUEÇA AS NOTÍCIAS!

Você nunca vai saber o que os jornalistas querem, quem paga a eles, quais os grandes investidores e fundos que estão por trás disso.

O Brasil é um mercado muito pequeno e muito fácil de ser manipulado, essa que é a verdade, não todo dia e toda hora, mas em dias como esses é um mercado facilmente manipulado.

Se você é um investidor consciente, estudado, que já sabe o que faz, não vai ficar nervoso e nem nada hoje.

Já saiu o anual de várias empresas (inclusive vou começar a fazer o post delas) e muitas vieram muito bem, como por exemplo M. Dias Branco e ENGIE, empresas muito boas e muito bem administradas, excelentes para ser sócio, então por que raios a M. Dias Branco iria cair 15% num dia? O povo vai parar de comer biscoito e macarrão? Certamente não.

O investidor inteligente sabe que nesses momentos é melhor não fazer nada, pois a volatilidade está muito grande, tudo pode ter caído e pode cair ainda mais.

Nada impede que algo que caiu 10% ontem, caia mais 20% hoje.

Esse é o dia pessoal, que chamamos de Cisne Negro, quando ele vem abala tudo.

Eu tinha feito esse outro post aqui falando sobre o ano de 2015, quando a minha rentabilidade total foi de -15% e fiquei R$ -100mil em queda do meu patrimônio na bovespa, confira o post e veja o que aconteceu depois:
https://frugalsimples.blogspot.com.br/2017/03/e-bom-ver-bolsa-de-valores-do-brasil.html

Preciso lhes lembrar que as cotações no longo prazo vão seguir os lucros e a boa administração das empresas, e não quem é o presidente ou deixa de ser. Se você está investindo para os próximos 40-50 anos, de que importa quem vai ser o presidente hoje ou quem não vai ser? Daqui pra lá vão passar 8-10 presidentes no poder e você não pode ficar maluco com cada um deles, inclusive pra isso serve a diversificação no exterior.

É por essas e outras que já quase 10% do meu patrimônio está em dólar e no exterior, pois como vimos ontem, o Brasil não é pra amadores. O dólar subiu de 3,10 para 3,40 num único dia, o que é chato pra caramba pra quem queria viajar ou queria comprar algo em dólar.

FOCA NO BALANÇO

Eu posso ter "perdido" um dinheiro em valor de mercado aqui no Brasil da minha carteira (e sim eu conferi e foi -R$84 mil somente ontem, isso foi como um exercício teórico). Na verdade, EU NÃO PERDI NADA, VOCÊ SÓ PERDE SE VENDER! Se todo mundo tinha a ação do Banco do Brasil a R$35 reais e caiu pra 26 ontem, TODO MUNDO AGORA TEM A AÇÃO NO MESMO PREÇO! Já parou pra pensar nisso? O que você acha que o DONO de uma grande empresa como Grendene ou Graziottin faz quando a ação dele desaba? Considerando que eles têm 20-30% da empresa INTEIRA?

Isso mesmo, ELES NÃO FAZEM NADA! Eles sabem o valor do negócio e deixam o mercado lá brigando sozinho. Então por que você deveria fazer diferente deles se você TAMBÉM É SÓCIO?


Por outro lado ganhei na valorização em dólar do meu portfolio no exterior, compensando parcialmente a volatilidade do câmbio. Ter moedas fortes e empresas no exterior TAMBÉM funciona como um Hedge cambial e acionário. E é por isso que defendo essa estratégia aqui no blog. Agora imagina quando ficar em 50% no exterior e 50% aqui, vou ficar MUITO mais protegido do risco Brasil, no que tange à volatilidade da carteira (e possivelmente com um retorno menor).

Vejam nesse post os motivos que me levaram a investir lá fora:
https://frugalsimples.blogspot.com.br/2017/03/investindo-no-mercado-global.html

Reflitam.

O Buy and hold parece ser uma estratégia difícil mas não é, precisa apenas ter paciência, não se emocionar, ficar tranquilo com a alta volatilidade (do Brasil) e estudar os balanços das suas empresas.

Essa tal de crise política vai passar uma hora ou outra, os mercados vão ficar em calma, as empresas boas terão suas cotações subindo e continuarão entregando bons resultados para os seus acionistas. Se você não fez NADA ontem, PARABÉNS! Aproveite e não faça nada hoje também, e se brincar não faça nada na semana que vem.

Verdadeiras fortunas estão trocando de mãos nesses dias. Certifique-se de que ninguém vai levar seus ativos, suas ações e suas economias que você juntou com muito trabalho para sua aposentadoria lá na frente.

Grande abraço,
Frugal.


segunda-feira, 15 de maio de 2017

Quem entende de juros, recebe, quem não entende paga.



Vou falar sobre JUROS de uma forma que você nunca viu por aí.

Como eu vejo juros, o que é juros, por que as pessoas pagam juros, por que os juros existem.

Você sabe mesmo o que são juros?

Pra começar vamos na boa e velha wikipédia:

"Juro é a remuneração cobrada pelo empréstimo de dinheiro. É expresso como um percentual sobre o valor emprestado (taxa de juro) e pode ser calculado de duas formas: juros simples ou juros compostos."

"Ah então juros é só o aluguel sobre o dinheiro?

É só a "taxa" que você paga pra alugar dinheiro?

Não amigos, JUROS não é "só uma taxa", é muito mais além do que isso. Essa coisa de ser uma "taxinha" é um eufemismo violento.

Essa é a definição que o mercado, a mídia, os jornais e os bancos dão para você. Claro que eles não vão falar a VERDADE na sua cara, pois eles vivem disso, vivem de cobrar muito mais dinheiro do que o que emprestam, vivem da sua agonia, do seu imediatismo, do seu consumismo desenfreado, da sua necessidade de estar sempre com gadgets, carros, imóveis, viagens da moda tudo em dia.


Bem essa é uma definição muito simplória e limitada, é tecnicamente correta, mas não é existencialmente correta, quando você aprender o que são juros de uma forma existencial, você vai pensar duas vezes antes de pagar juros pra outra pessoa.

Na minha definição:

JUROS é o preço que você paga a mais pra fazer parecer ser uma pessoa que NÃO É.
Eis aqui a chave da questão, você não se aceitou, não está se aceitando, não está reconhecendo seus limites financeiros e intelectuais e quer cortar o tempo, ganhando coisas que não merece pra pagar muito mais por elas. Isso é a base do existencialismo.

Aceite-se, torne-se o que você é. Você não precisa ser outra pessoa. Não há problema em ser quem é, em morar num local, em andar de ônibus ou ganhar tantos reais por mês. Problema é roubar, furtar, assaltar, dar golpes na praça, matar, sequestrar e cometer crimes, isso sim é problema.

Esse é um blog de finanças, e em finanças vamos considerar apenas juros compostos, que é o que existe no mercado, juros simples só existem nos livros de matemática da quinta série pras crianças aprenderem o que é, na VIDA NADA é com juros SIMPLES.

O meu primeiro carro foi um popular, que comprei por 12 mil reais, pelado, praticamente à vista, e eu ganhava uns R$5 mil por mês naquela época (2010). Nunca paguei juros pra comprar carro. Veja, meu carro custou o equivalente a 2,5x meu salário mensal. O apartamento que moro foi pago em menos de 12 meses, sem juros e custou 290k, tudo bem que aqui foi mais caro, pois foi quase 10x o meu salário mensal, mesmo assim morei de aluguel até ter dinheiro meu pra comprá-lo e com o meu nível salarial eu poderia morar muito melhor, num grande e bonito ap financiado num bairro muito bom, mas prefiro ser quem eu sou e viver de acordo com minhas posses, sem pagar juros pra ninguém.

Na vida evito me comparar com outras pessoas, mas tem amigos meus que moram em aps de valor de R$1 milhão ou mais, financiados com muitos juros pelos próximos 20 anos (quase R$90 mil de juros por ano), enquanto eles pagam R$90 mil de juros por ano pra morar num ap bom, eu moro num ap bem mais simples e compro esses R$90 mil de juros do ap que eu não moro de fundos imobiliários por ano, daqui a 20 anos eu terei mais do que 1 milhão de reais em valores de hoje, em cotas de fundos imobiliários me rendendo uns 8-10 mil reais por mês em valores de hoje para me ajudar a viver, por isso você vai vendo quem usa juros a favor de si e quem usa juros contra si, coloque ainda na conta os juros dos financiamentos de veículos que o brasileiro adora pagar.

O único juros que acho aceitável pagar, é o do financiamento imobiliário, SE for um ap barato, apenas pra você morar e GUARDAR SUAS COISAS, nada de luxo, e se for pago o mais rápido possível, de preferência com TUDO que sobrar do seu salário. Se você é solteiro more de aluguel e junte dinheiro pra comprar seu ap, e de preferência espere casar em separação de bens com uma mulher que esteja disposta a pagar a metade dela do apartamento que o casal for comprar, fora isso, fique no aluguel mesmo.

Vamos falar sobre os juros de uma forma existencial pra você aprender de uma vez por todas o que são juros.

Quando você paga juros você está sinalizando que não tem dinheiro suficiente para comprar aquilo à vista e com desconto. Você está dizendo para o mundo que vai pagar A MAIS por um bem que não pode ter agora, porque NÃO TEM CONDIÇÕES de ter aquele bem, então vai pagar mais caro por ele, muitas vezes o dobro ou o triplo.

Vamos ao títutlo do post e para algumas considerações:

Quem assistiu "Game of Thrones" deve se lembrar que tinha uma grande muralha de gêlo que separava o continente entre um lado escuro, gelado, violento e obscuro do outro lado onde se via o sol, dava pra plantar e colher, tinha rios e mares e parecia ser sempre verão. Da mesma forma assim são os juros, e a muralha que separa os dois mundos é o seu equilíbrio financeiro.

 Essa é a muralha praticamente intransponível vista do lado sul.

Quando você deixa de ser um pagador de juros para o sistema, sua vida fica muito mais leve, muito mais tranquila, sem tantas preocupações, e tudo que você tem é seu, está pago, e você pode usufruir sem medo de perder.


Mais além quando você vira um recebedor de juros, fica tudo melhor ainda, pois além de receber seu próprio salário, você ainda recebe um extra do salários dos outros e pode comprar mais coisas para ganhar cada vez mais juros, e a bola de neve vai sempre aumentar, pois nunca vai deixar de ter gente pra pagar juros pra usar o dinheiro alheio.

Observe essa sequência:

Pagador de juros (endividado) >>> Equilibrado (neutro) >>> Recebedor de juros (investidor)

Entenda que juros representa o capital, dinheiro, bens e direitos.

Quando você tem uma casa e aluga ela, você recebe o aluguel, que nada mais é do que os juros que alguém lhe paga pra morar na sua casa (o aluguel do dinheiro -valor da casa- que alguém usa e que não é dela).

Quando você tem ações de empresas listada na bolsa, você vai receber dinheiro dos dividendos pois está "emprestando dinheiro" para a empresa se financiar, então ela divide os resultados dela com você que vira sócio dela, então os dividendos são uma forma de juros que as empresas pagam pra você, e ainda mais você pode ganhar um "extra" se a empresa for bem e a cota dela (a ação) se valorizar no longo prazo.

Para fundos imobiliários o raciocínio é igual ao dos imóveis, você coloca um dinheiro lá, compra uma parte do prédio e alguém vai pagar pra você, para poder utilizar o prédio, afinal de contas estão usando o seu dinheiro que foi transformado em aço, concreto, cimento, fios e canos.

Para renda fixa o raciocínio é mais simples ainda, você empresta dinheiro para receber mais dinheiro extra e o principal de volta, MAS O PRINCIPAL NÃO VALORIZA, vai ser o mesmo, o que vai aumentar o montante emprestado vai ser o acréscimo de novos juros, por isso o retorno com renda fixa é mais previsível e pode não ser tão lucrativo como ações, pois o principal que você vai receber vai ser o mesmo que emprestou, acrescido apenas dos juros é claro.

Sobre as taxas na renda fixa, um vídeo fantástico é o do Bastter que fala sobre "taxa não ganha de tempo" está lá no youtube de graça, veja lá. Demorei pra entender isso, mas já entrou na minha cabeça, por isso não adianta você ser "taxeiro" da renda fixa e brigar por 101% ou 110% do CDI no seu investimento que vai durar 3 anos, vai dar quase na mesma, você vai pagar muito imposto e o principal fator que te deixa RICO que é o TEMPO foi deixado de lado, veja na equação:




Se você sabe o MÍNIMO de matemática, veja o n, que é uma potência, que representa o tempo, O TEMPO É UMA POTÊNCIA, fim, não adianta ser taxeiro da renda fixa. Quer duvidar? Mude o tempo da aplicação de 15 pra 30 anos e veja a diferença, calcule com as taxas que você quiser. Por isso um Tesouro Direto pra 30 anos pagando 5% +IPCA vai ser EXTREMAMENTE MUITO SUPERIOR à esses produtos que pagam 128% do CDI e que vencem em 3 anos.

Vou repetir aqui o mantra: TAXA NÃO GANHA DE TEMPO. TAXA NÃO GANHA DE TEMPO. TAXA NÃO GANHA DE TEMPO. TAXA NÃO GANHA DE TEMPO. TAXA NÃO GANHA DE TEMPO. TAXA NÃO GANHA DE TEMPO.

TAXA NÃO GANHA DE TEMPO.




Banquinhos precisam pagar seus CEOs e funcionários, por isso te oferecem "altas taxas" enquanto estão entupidos de títulos públicos para o longo prazo, ganhando um lucro ENORME com seu dinheiro, enquanto você mesmo poderia estar comprando o Tesouro Direto pra você e ficando BEM MAIS RICO NO LONGO PRAZO.

Tudo bem se você quiser ganhar um troco no curto prazo e ter a sua liquidez extra nesses produtos de banquinhos e corretoras, mas ficar RICO na RENDA FIXA por causa de TAXA (e fora o risco enorme) nesses produtos que vencem em 3-5 anos, vai ser muito difícil, exceto se você colocar um caminhão de dinheiro lá.

Vamos falar sobre JUROS DE CARTÃO DE CRÉDITO, uma das coisas que mais mata o average Joe, o brasileiro médio, a esmagadora maioria da população (o que é uma pena mesmo).



Cartões de crédito costumam ser o maior vilão da vida dos brasileiros, mas a culpa não é de um pedaço de plástico, é do consumismo desenfreado e irresponsável do povo.

Se você paga juros de cartão de crédito ou não consegue pagar o valor cheio da tarifa, faça um favor a si mesmo, ligue na operadora, cancele o seu cartão e quebre-o, isso não é pra você, você não tem dinheiro ou disciplina pra ter um cartão, você vai perder muito mais dinheiro do que imagina para viver um padrão de vida que não é o seu, não vale a pena. Viva apenas com dinheiro em cash e pague à vista o que puder comprar, é simples. Faça bicos, arrume trabalho extra, estude mais e melhore de vida se sua renda for realmente muito pouca.

Eu sei muito bem do que estou falando pois já fui assim e na minha família tem/tinha pessoas assim. Eu sei muito bem como funciona essa coisa do pobre ter um cartão de crédito, várias prestações, e pior vários cartões de crédito tipo Renner, Riachuelo, Centauro, supermercados, cartões de lojas variadas (isso é um péssimo sinal). Quebre todos e cancele todos e use todo o seu dinheiro pra pagar logo essas contas e se livrar. Quem sabe um dia quando você melhorar de vida, de salário e educação financeira você possa voltar a ter um cartão.

O mercado vive de cobrar juros. São milhões de pessoas que recebem seus salários devido aos juros que muitas milhões de pessoas pagam. Veja o Itaú, ele tem 90 mil empregados, você já imaginou quem paga o salário desses 90 mil empregados? Os juros que os clientes pagam, nada mais. Agora imagine TODOS OS BANCOS, todas as financeiras, todo o sistema que lucra e paga impostos e funcionários com todos os juros que recebem? Que montanha de dinheiro hein?

Existencialmente, pagar juros, é PAGAR PARA APARECER, o famoso SHOW OFF dos americanos, e é por isso que somos campeões em dívidas e uma lástima em poupança interna do país. Brasileiro tem mania de querer aparecer, ostentar, não ser discreto e ficar contando vantagem em mesa de bar.

"Ah Frugal, beleza, mas porque vocês ficam aí mostrando seus patrimônios e seus dividendos?"

Meu amigo, eu mostro isso aqui PRA VOCÊ SABER QUE É POSSÍVEL E VIÁVEL!

99,9999% das pessoas ricas do Brasil e do mundo não estão nem aí pra fazer blog, ensinar a você como melhorar de vida e lhe explicar certas coisas. A blogosfera mostra o patrimônio como uma forma de incentivar a poupança, o estudo e o investimento, além dos resultados dos investimentos, é como se fosse sempre uma aula e uma discussão eterna. Então não se sinta ofendido/oprimido/deprimido quando observar esses números, a maioria dos blogueiros saiu do ZERO, eu pelo menos sim.

E outra, não sou uma pessoa que ostenta na vida real, meu carro é velho, minhas roupas são básicas e as coisas que tenho de "grife" foram na sua maioria presentes.




O melhor dessa história toda é que você não tem inimigos que vão lhe matar se você tentar cruzar a muralha dos juros, não tem ninguém lá, você tem que caminhar sozinho da escuridão das dívidas e dos juros para passar para o lado ensolarado da vida boa de quem recebe os juros, só depende de você mudar o seu comportamento e é sobre isso que esse blog trata.

Mas veja uma coisa, não é só notícia ruim não!
Os juros podem te deixar RICO e te dar uma vida MELHOR!



Einstein disse certa vez que os juros compostos são a oitava maravilha do mundo, e você pode colocar a oitava maravilha do mundo a seu favor.

Você pode viver de juros, aluguéis, rendimentos, dividendos, proventos de fundos imobiliários, chame do que quiser, seja de qual investimento for, tudo isso é nada mais do que juros.

E como vou viver de juros?

Primeiramente vai ter que parar de pagar juros, pagar as contas, consumir MENOS, ser mais consciente, fazer sobrar dinheiro, trabalhar extra, fazer bicos, poupar dinheiro e começar a investir.

Mas como parar de pagar juros?

Evite financiar carro. Se você não pode comprar TAL CARRO à vista é porque ele não é pra você.
Quer fazer o certo? Se precisar MUITO compra um popular usado, pelado e sem frescuras, compra uma trava pra ninguém roubar e faz um seguro.

O mesmo com TV, vídeo-game, roupas, perfumes, relógios, cartão de crédito, etc...

Páre de querer ser amostrar, você vai terminar pobre e vítima do sistema, é bem pior, ande com roupas simples, ande de ônibus, more num lugar barato (ou pelo menos o lugar mais barato num bairro não violento) mas não fique devendo prestação pra bancos, por décadas, apenas pra se amostrar pro cunhado, pro irmão, pros amigos e pro sogro. A bem da verdade, um dia a realidade vêm a tona e todo mundo vai ver que você sempre foi uma farsa e está cheio de contas e dívidas pra pagar, pra piorar ainda mais você vai ter que pedir dinheiro emprestado pra esse pessoal aí sem juros e ainda vão lhe negar.

Enfim, com JUROS NÃO SE BRINCA. Só existem apenas dois lados da muralha. Ou você paga, ou você ganha. Seja realista
.

Ganhar é muito melhor do que pagar, é IMENSAMENTE MELHOR. Saber que todo mês vai pingar 2-4-8-10-20 mil na sua conta é muito mais feliz e agradável do que ter um talão de prestações pra pagar deixando ricos acionistas e diretores de bancos.

Só depende de você ser quem você é e trabalhar para melhorar sempre.
Não existe vergonha em se aceitar. Vergonha é ficar parado enquanto se sabe o correto a se fazer.

Grande abraço a todos e parem de pagar juros!
Frugal.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Os homens que construíram a América History Channel


Essa semana assisti um seriado muito bom. Trata-se do MAN WHO BUILT AMERICA, no Português foi traduzido como "Os homens que construíram a América" ou "Gigantes da Indústria". O seriado tem apenas 4 episódios de pouco mais de uma hora cada.



Eu não tenho TV a cabo, assisti pelo YouTube mesmo, tem ele todo em inglês lá pra ver de graça, também vi em torrent dublado para português mas como quero treinar meu inglês assisti em inglês mesmo e sem legendas. Fiquei até feliz, estou numa fase que meu entendimento está tão profundo que às vezes nem parece que é em inglês, entra muito naturalmente na minha cabeça e a narração é muito fácil, sem palavras difíceis ou rebuscadas.

Essa série é fenomenal. Após assistir ela você vai aprender MUITO da História dos EUA e como eles se tornaram essa superpotência, e vai ver como os caras que saíram do nada construíram impérios gigantescos.

Pessoalmente eu sou muito fã da Indústria. Acho que o que trouxe progresso, paz, dinheiro e qualidade de vida para a humanidade foi a indústria e a Revolução Industrial, então saber como elas foram criadas e geridas além de um pouco da biografia desses caras foi realmente demais. Quem dera se todo programa de TV fosse tão informativo e legal como é essa série.

Basicamente ela vai abordar quatro caras:

Ep 1. Cornelius Vanderbilt (Magnata das Railroads)
Ep 2. John D. Rockfeller (Magnata da indústria do petróleo, querosene, refinaria e gasolina)
Ep 3. Andrew Carnegie (Magnata do aço)
Ep. 4 J.P. Morgan (Magnata das Finanças e indústrias variadas) e ainda Henry Ford.

Dá pra perceber como uma coisa leva à outra no capitalismo e que foi graças ao trabalho de Vanderbilt e Rockfeller que a América virou o que é hoje. Desses 4 apenas J.P Morgan herdou alguma coisa, os outros três eram trabalhadores comuns que empreenderam e se tornaram bilionários.

Claro que não vou falar do caráter e da personalidade dos caras, afinal não eram santos, exploravam muito os trabalhadores na fase de crescimento, expansão e acumulação de capital, mas talvez fosse necessário na época, nem o Zeitgeist da humanidade era evoluído como é hoje. Numa fase tardia da vida, Rockfeller, Carnegie e JP Morgan tornaram-se os maiores filantropos da história da humanidade, desovaram muitos bilhões de dolares em projetos sociais, teatros, escolas, hospitais, universidades, asilos e por aí vai, e os frutos dessa acumulação de capital são sentidos até hoje através de suas Fundações, ou seja, retribuíram à sociedade todos os investimentos que fizeram (pra distribuir dinheiro primeiro você tem que juntar - isso é muito óbvio).

O fato é que sem os investimentos e o crescimento das railroads de Vanderbilt os EUA não seriam o que são hoje, sem a distribuição de querosene e refino de gasolina do Rockfeller também não seria, nem sem o aço do Carnegie que subiu cidades inteiras como Chicago, Detroit, New York, Filadélfia, além de todos os navios, tanques e materiais de guerra que ajudaram na primeira guerra mundial.

Notei que a Ayn Rand se inspirou em alguns desses caras pra fazer seus personagens em "A revolta de Atlas", o melhor livro que li em 2015, como postei aqui:

 https://frugalsimples.blogspot.com.br/2017/03/o-melhor-livro-que-li-em-2015.html

Cornelius Vanderbilt e Andrew Carnegie certamente inspiraram-na.

É interessante também que tem muitos caras fodas comentando o documentário, entre eles o Donald Trump. Os comentários deles também são muito bons. Claro que nesse seriado é um pequeno resumo de cada cara e de cada empresa, afinal de contas não dá pra falar muito de um cara e do império dele em uma hora e vinte minutos, mas dá pra ter uma idéia boa, existem outros seriados, filmes e livros de biografia de cada um deles, que se você gostar pode aprofundar mais depois.

Se você é fã do capitalismo, fã da indústria, fã de ler biografias e de Economia, História e muito mais coisas, esse seriado junta tudo isso e mistura num produto bem legal. Acho que toda criança deveria assistir à seriados como esse, ainda mais no Brasil, é muito inspirador.

Hoje em dia muitas dessas empresas já decaíram bastante, mas também doaram muito dinheiro, pagaram muitos impostos e geraram muitos bilhões em impostos, sem contar na ajuda que deram para a sociedade e de como mudaram a visão de mundo da civilização ocidental.

Se quiser ver algo muito bom no YouTube veja essa série, é bem melhor do que ficar em redes sociais perdendo tempo e sendo besta em discussões inúteis.

"É uma vergonha um homem morrer rico"
Andrew Carnegie

Dica: Pronuncia-se CÁRNEGUI (como se no final fosse GUI de Guilherme). Eu analfabeto do inglês pronunciava assim antes de ver o documentário: Carnejie (com jie igual à queijo). Sei que tem uma universidade muito foda nos EUA que tem patrocínio da Fundação Carnegie e paga muitas bolsas pra alunos mais pobres.

Vale muito a pena ver esse mini seriado pessoal. Fica a dica.
Quem tiver filho assista com ele junto, ele vai gostar.

Grande abraço!
Frugal.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Fechamento Abril 2017 R$1.410.031,00 (+3,44%)

Olá amigos,

Dia de fechamento de balanço é sempre um dia feliz (até agora). É muito legal poder ver essa evolução mensal e relembrar que a vida está dando certo.

Nesse patrimônio que divulgo aqui estão apenas os ativos financeiros.

Vamos aos resultados:

Recebi aproximamente R$6400,00 de dividendos de ações, proventos e aluguéis esse mês.

UOW!

Maior distribuição que já tive na vida!


Graças à Porto Seguro (PSSA3) quase R$ 2 mil (gosto bastante dessa empresa).
Graças à Graziottin (não é aquela senadora comunista do Amazonas), CGRA3 R$ 1700
Grendene (GRND3) quase R$1000

Só nessas ações R$3700, fora uns quebrados de 30, 40, 50 reais em algumas outras.

Somando os dividendos das ações deu no geral R$5234,00

E mais R$1000 de proventos de fundos imobiliários, tenho uns 12, deu uma média de uns R$ 95 reais pra cada um.


É amigos...


Há quatro anos atrás recebi pela primeira vez na vida R$33,00 em dividendos do Banco do Brasil, minha primeira ação e meus primeiros dividendos.

Não se enganem, chegar em R$ 6000 de dividendos leva muito tempo, trabalho, poupança e aportes na carteira.

O que eu poderia falar mais?

R$6000 pagaria todas as contas da minha casa com folga (luz, condominio, supermercado, internet, celular, meu plano de saúde, despesa com cachorro e diarista, telefone fixo, netflix) e ainda sobraria pra ajudar na fatura do cartão.

O aporte foi pequeno no mercado financeiro, pois comprei um TERRENO. Sim, logo eu que não gosto muito de imóveis. O caso é que é um terreno de 20x50m totalizando 1000m quadrados.

Gastei muito em cartório, imposto, escritura e etc...

O terreno está avaliado pela prefeitura em R$90 mil, e comprei por R$50 mil, mas não paguei à vista, dividi em algumas parcelas sem juros. E por outro lado, é um ativo real.

Do lado dele tem dois terrenos iguais e um atrás de igual metragem. Em todos esses terrenos construíram 10 casas em cada um, então ele já tá murado dos dois lados e atrás, só a frente que precisa murar e colocar um portão. Por enquanto não tenho planos pra esse terreno, quem sabe um dia quando eu tiver um dinheiro eu possa constuir casas pra vender ou alugar, ou possa simplesmente segurar o terreno por muitos anos ou quem sabe vender lá na frente. Por enquanto sem planos.

É num bairro de periferia, zona industrial do nordeste, então tem potencial bom de valorização. O dono do terreno estava vendendo ele ano passado por R$90 mil, e ninguém quis dar, depois pediu 70 e ninguém quis.

Agora por 50 me falaram e eu topei. Meu mês foi bem corrido devido à essa compra (papéis, correios, sedex, burocracia, sustentar cartório) e devido ao meu trabalho que me consumiu bastante. Um fato interessante nessa compra é que vai um funcionário da prefeitura pessoalmente ao terreno avaliar e ele avaliou por R$90 mil, disso é gerada uma guia de imposto da prefeitura em cima do valor que ELE avaliou, ou seja, mesmo eu comprando por 50 mil, tive que pagar uma porcentagem lá em cima dos 90 mil, acho que foi uns 3%, então deu quase 3 mil de imposto, se eu pagasse em cima do preço que paguei seria nem R$1500 de imposto, ou seja, o governo não perde o dele nunca.

Tudo que eu queria mesmo era terminar 2016 com todos os fiis que quero comprados, todas as ações (faltam duas) no Brasil compradas e todos os ativos no exterior que coloquei na carteira também comprados.

A alta de quase 30 mil no patrimônio se deu graças à bovespa e à carteira global.

Só sexta feira a minha carteira subiu uns 1,3% então isso dá mais do que R$ 9 mil. Mas pessoal, se cair 2% terça-feira já fica -18 mil, então essa coisa de patrimônio pra quem tem muito em ações fica muito volátil, não é como ter apenas TUDO em Renda Fixa ou em FIIs que são mais estáveis. Eu já me acostumei, mas tem gente que não aguenta, isso é tudo virtual, não se apegue a dinheiro. Os balanços das empresas brasileiras estão vindo bons.

Basicamente esse ganho foi principalmente feito pela alta das ações no portfolio Brasil e no global.

Estou me desfazendo totalmente da minha posição em Banco do Brasil, não é uma empresa ruim, mas também não considero mais boa pra deixar dinheiro lá. Foi minha primeira, serviu pra eu aprender muita coisa. Como toda estatal, é ineficiente. Melhor tirar meu dinheiro de lá e colocar em Itaú. Sem pena e sem remorso. Já saí de CEMIG e coloquei o dinheiro em ENGIE, que por sinal veio com resultado excelente e lucro monstruoso.

Também estou muito tranquilo com as empresas que tenho na carteira. Apesar da alta da bolsa, não vou vender nada. Ações garantem o futuro já diz o Barsi.

Em épocas de crise como essa muita gente procura nas ações um porto seguro para investir.
E o que o investidor buy and hold faz? Ele segura suas ações.

Não tem pra que mexer em algo que está dando certo:




No mais, continuo me esforçando para baixar a minha fatura do cartão de crédito e estou conseguindo.

Grande abraço,
Frugal.