Translate

terça-feira, 21 de março de 2017

Investindo no Mercado Global

Imagine que o mundo é o seu bairro, que no seu bairro existam 100 lojas/empresas aceitando sócios para investir. Agora imagine que você tenha se limitado a investir sempre em 2 lojas. Apenas essas duas lojas só trabalham e aceitam o REAL (R$) e estão sujeitas às intempéries do governo brasileiro, regulamentações excessivas, burocracia, CLT, propinas, licenças ambientais, insegurança, roubo, assalto, golpe dos próprios empregados e gerentes. Essas duas empresas não crescem pra outros bairros, elas não tem receita em dólar, euro, libra esterlina, franco suiço e por aí vai.
Num cenário BEM OTIMISTA, essas duas empresas não vão quebrar, vão dar algum lucro e vão conseguir prosperar apenas um pouco dentro do mesmo lugar. E você deixou de investir em 98 outras empresas que podem crescer para outros bairros, podem investir mais, desenvolver centenas de novos produtos, contratam os melhores cérebros do mundo, compram startups de gênios o tempo todo, não são tão afetadas por corrupção, violência, burocracia e entre outras coisas.
Essas duas empresas que você se LIMITOU a investir são TODO O MERCADO BRASILEIRO e o investidor é você, que fica preso nessa bolha do REAL e da INFLAÇÃO ALTA E CONSTANTE vendo todo o resto do mundo prosperar e melhorar de vida e renda. E pior ainda vai ficar feliz em ganhar 3,5% de juros reais (num Tesouro Direto por exemplo) em cima de uma moeda que se desvaloriza quase 10% ao ano que é o REAL (R$).
Então vamos conversar um pouco sobre isso aqui, sobre a sua limitação em investir apenas no Brasil e em Reais (são dois investimentos em um só, lembra?). Você vai perder de investir e ficar rico em coisas como Apple, Google, IBM, Microsoft, Cisco, Facebook, Uber, Ali Baba, Nestle, Novartis, AB Inbev, Disney, Amazon dentre outras que cresceram MUITO! MUITO MAIS DE QUE TODA UMA EXISTÊNCIA DE BOVESPA OU TESOURO DIRETO.
Imagina perder a próxima Apple, imagina perder o próximo Google? Imaginou? Sem contar que somente pela moeda PODRE que é o Real ficamos mais pobres 36% em relação ao resto do mundo em relação aos últimos 24 meses. Ficamos mais de 1% ao mês mais pobres em relação a outros habitantes do mundo apenas por termos nosso patrimônio e renda em reais.
Por exemplo, se você quisesse comprar 500 mil dolares e investir no visto EB-5 para conseguir cidadania americana a R$2,40 como estava em novembro de 2014, você teria que investir 1,2 milhão de reais. Hoje o dólar está em 3,26, multiplicado por 500k daria 1,630 milhão de reais para comprar o mesmo visto 35,8% mais caro do que naquela época. E dificilmente você poderia achar algo que renda 40% em dois anos para investir aqui no Brasil nesse intervalo.
Esse tópico de investimentos no exterior vai ser muito recorrente aqui no meu blog. De certa maneira, eu gostaria de nos próximos 5 anos ser também algum tipo de referência nessa área aqui no Brasil como é o blog do Investidor Internacional e do Viver de Dividendos.org que estão aqui no meu menu de links. Ao longo do blog vou explicando as vantagens e desvantagens de investir no exterior, do por quê, no que e como investir, além de outras coisas como tributação, imposto de renda e herança. Além de explicar um pouco da parte de Finanças em si, conceitos como Fronteira Eficiente, Valor do Dinheiro no Tempo, Risco x Retorno, Montagem de Portfólios Globais, Balanço Monetário e Diversificação de Moedas.
É um assunto que venho estudando muito, lendo livros e fazendo cursos e já tenho algumas coisas para escrever aqui. A idéia é preservar, aumentar, proteger e diversificar a sua riqueza levando em conta o risco x benefício, retorno esperado, diminuição da volatilidade do portfólio e recebimento de dividendos.
Primeiramente vamos examinar o tamanho dos mercados globais:
Screenshot 2016-08-27 10.19.44
Tente clicar na foto pra ver se amplia. Tente entender e interpretar a foto e ainda imaginar o que acontece baseado nesses dados.
Essas são as porcentagens do peso dos mercados no mundo. Os EUA representam metade de todos os ativos financeiros listados nos mercados globais com quase 50% de valor de mercado. Japão e Inglaterra estão no segundo lugar com 8% cada um. Alemanha, França, Austrália e Suiça têm apenas 3% do mercado cada (apesar de serem economias ricas, antigas e bem estabelecidas).
O nosso pobre Brasil tem apenas 2% do mercado global, somos quase irrisórios por assim dizer. Como eu já disse no post anterior temos 500 mil pessoas físicas investidoras aqui na bovespa, isso dá 0,25% da população brasileira comprando ações e fundos imobiliários, e temo que a maioria faz isso através de fundos caros e inúteis, que incluem renda fixa e come-cotas.
O Brasil é um país corrupto, isso não é novidade pra ninguém. E além do cidadão sofrer pela corrupção sendo roubado, as empresas também são roubadas pelo governo todos os dias, ficando menos competitivas e dificilmente se tornando empresas globais. Isso IMPEDE O CRESCIMENTO das empresas e da nossa economia, e é claro, dos nossos investimentos.
Veja que concentrar o seu patrimônio, sua vida de trabalho e investimentos APENAS no Brasil e em REAIS é um RISCO ENORME e ainda com muita volatilidade e RETORNOS DUVIDOSOS. Se você acha que não é, veja a situação da classe média alta e média na Argentina que EMPOBRECERAM MUITO na década de 90 e também na passada. Veja o quanto a classe média e até os RICOS da Venezuela EMPOBRECERAM nos últimos 10 anos e o quanto a moeda lá, o Bolívar, simplesmente DERRETEU, e com ele, os títulos do governo Venezuelano e demais ativos financeiros venezuelanos. Ambos eram países prósperos e bacanas de se viver, até chegar um presidente maluco e idiota e ferrar com todo mundo. E conhecendo a mentalidade e o comportamento do povo brasileiro como conheço de PERTO, não duvido nada colocarem um populista do mesmo naipe desses nos próximos 10-20 anos e assim FUDEREM COM O PAÍS e consequentemente com você. Veja bem, não estou RECLAMANDO do Brasil. Estou tentando lhe ensinar um pouco SOBRE CONTROLE DE RISCO.
O que é o controle de risco?
É simplesmente a possibilidade de PERDER TUDO. Esse é o limite mínimo do controle de risco em qualquer investimento. E ver o REAL derreter, ou confiscos do governo, ou aumento exagerado de impostos que levem empresas a quebrar podem representar a perda de tudo o que você tem investido.
O seu controle de risco só está adequado se você pensar que pode PERDER TODO UM ATIVO E MESMO ASSIM FICAR TRANQUILO.
Exemplo: Vai investir em AMBEV? Beleza. Vai colocar R$ 50 mil lá? Ótimo. Agora pense, e se a ambev quebrar e explodir amanhã? Esses 50 mil vão me quebrar? Se a resposta for sim, você não deveria comprar tudo isso de ambev. Usei ambev como um exemplo qualquer, pense nisso para qualquer debênture, imóvel, ação, renda fixa, franquia de empresa, pequeno negócio ou qualquer outro tipo de investimento. Se você um dia perder ou deixar de fazer o seu controle de risco, VOCÊ PODE FICAR ARRUINADO PARA SEMPRE! LEMBRE DISSO!!!!
Agora pense no seu controle de RISCO com a empresa BRASIL (que você PF ou PJ é sócio em 50% basicamente).
Se o Brasil, quebrar, explodir e derreter nos próximos 15 anos, como todo o capital que você investiu dentro dele, você vai ficar tranquilo? Se a resposta for NÃO, é por que você não está fazendo o seu controle de risco adequadamente e DEVERIA SIM investir no exterior, em outros ativos, países e moedas.
Para MEU CASO PESSOAL, a minha resposta é essa acima. Eu NÃO ESTOU TRANQUILO com todos os meus ativos no Brasil e em REAIS. (R$)
E por isso estou buscando investir no exterior e quero compartilhar cada passo dessa jornada que está perto de iniciar aqui com vocês. Estou no caminho para abrir a minha conta no BB AMERICAS nos EUA para investir no mundo todo a partir de lá. E o bom é que é uma jornada para a vida toda, é um caminho feliz e sem volta.
Veja que ninguém tem obrigação de investir no exterior, é só uma coisa a mais, para lhe proteger da sua própria ignorância e do seu falso senso de inteligência, confiança e poder que por acaso VOCÊ IMAGINE que tenha por ter lido alguns livros de finanças e de investir e ler e saber algumas coisas daqui.
Diversificação em outros países, moedas e mercados é sim uma atitude inteligente e prudente.
Você é muito mais ignorante e burro do que imagina, então acho que não vale a pena apostar tanto assim em si mesmo quando o assunto é investimentos e ignorar todo o universo de finanças global.
Pense nisso com serenidade, com visão de longuíssimo prazo e com responsabilidade.
Grande abraço,
Frugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário